16 de dez de 2014

Substância da Coca-Cola pode causar câncer

(Ingrediente secreto da Coca-cola pode causar câncer)

A Coca-Cola comercializada no Brasil contém a maior concentração da substância 4-MI (4-metil-imidazol), o corante Caramelo 4, classificado como possivelmente cancerígeno. O resultado é de um teste do Centro de Ciência da capital norte-americana. Eles avaliaram também a quantidade da substância nas latas de Coca-Cola vendidas no Canadá, Emirados Árabe, México, Reino Unido e nos Estados Unidos.
Um estudo feito pelo Programa Nacional de Toxicologia do Governo dos Estados Unidos já havia apontado efeitos carcinogênicos do 4-MI em ratos, e fez com que a IARC (Agência Internacional para Pesquisa em Câncer), da Organização Mundial da Saúde, incluísse o Caramelo 4 na lista de substâncias possivelmente cancerígenas.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor fez um pesquisa sobre os refrigerantes e energéticos que possuem o corante Caramelo IV em sua fórmula. O levantamento verificou que a regulação brasileira sobre o tema é falha e que os fabricantes de refrigerantes e bebidas energéticas não estão dispostos a informar ao consumidor a quantidade da substância tóxica em seus produtos.
A Coca-Cola vendida no Brasil contém 263 mcg (microgramas) da substância em 350 ml. Essa é uma concentração muito grande quando comparada com a segunda maior, vendida no Quênia, com 170 cmg. O que não dá para entender é como a Anvisa permite isso no Brasil.
fonte: idec